quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Feminismo e vegetarianismo

No grupo do whats surgiu um debate sobre as relações entre feminismo e veganismo/direitos dos animais. Eu sou ovo-lacto-vegetariana e ainda pretendo ser vegana por entender que o indústria da carne é cruel, os animais são criados (em situações precárias- vide uma granja em que os frangos nem tem espaço para se locomoverem) e assassinados para o nosso prazer alimentício, sendo que praticamente todos os animais que comemos comem grãos, então comemos o bicho pra pegar a proteína que o bicho pega do grão. A água e grãos usados para criar os animais que comemos seria suficiente para alimentar todas as pessoas humanas. O desequilíbrio ecológico que a pecuária causa é preocupante, nosso hábito carnívoro está contribuindo muito para a degradação do planeta.

“Segundo um relatório publicado em 2006 pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), a pecuária é ‘uma das duas ou três maiores contribuintes para os mais graves problemas ambientais, em todos os níveis, do local ao global’ , incluindo problemas de degradação do solo, mudanças climáticas e poluição do ar, poluição e esgotamento da água e perda de biodiversidade. Deste modo, mudanças nos hábitos alimentares que envolvam a redução do consumo de carne ou mesmo a adoção de dietas veganas seriam estratégias possíveis a fim de combater o aquecimento global.” (1)



As grandes industrias da carne também financiam as grandes campanhas eleitorais e sabemos que quem paga a banda escolhe a música, então já sabemos quem manda em nosso país. (2)

Mas e aí? o que o feminismo tem a ver com os direitos dos animais?  Os animais não-humanos (vocês lembram que também somos animais, né?) são oprimidos pelos humanos. Não é possível pensar numa sociedade igualitária, sem machismo, mas que oprime outra espécie. A situação das fêmeas não-humanas é ainda pior pois são exploradas duas vezes: primeiro por seus “produtos” (leite e ovos) e depois por sua carne. Há vários paralelos entre machismo e carnivorismo: mulheres e animais são considerados inferiores e assim são objetificados, violentados e usados para servir e agradar aos homens, estes que estão no topo da sociedade misógina e especista.

Muitas pessoas acreditam que um “tratamento humanitário” seria o ideal para então consumirmos animais não-humanos, a famosa vaquinha feliz da qual exploramos tirando leite e depois a assassinamos, tiramos suas vísceras, cortamos e comemos sua carne. Para quem luta pelo fim da opressão e exploração das mulheres, esse tipo de argumento é inaceitável pois se equipara ao homem que bate na esposa num dia e no outro lhe dá rosas. Não existe opressão com tratamento humanitário, o que estamos querendo é encontrar desculpas para tornar o especismo ou machismo eticamente aceitável.

Ainda continuarei a escrever esse texto. No momento deixo mais duas citações interessantes, sugestões de leitura e referências.

“Tanto os animais quanto os seres humanos sofrem e morrem. Se tivesse de matar seu porco, você muito provavelmente não seria capaz de comê-lo. Ouvir o grito do porco, ver o sangue espirrar, ver o filhote ser levado para longe da mãe, ver o olhar de morte no olho do animal reviraria seu estômago. De modo semelhante, se os aristocratas ricos que perpetram as condições do gueto realmente ouvissem os gritos de sofrimento que ali se ouvem ou vissem a morte dos garotinhos famintos, ou assistissem ao estrangulamento da humanidade e dignidade, eles certamente não continuariam a matança. Mas os ricos são protegidos desse horror. [...] Se for capa de justificar a matança para comer carne, você será capaz de justificar as condições do gueto. Quanto a mim, eu não posso justifiar nem um nem outro.” (Dick Gregory - 3)


“Durante séculos - desde mamães felizes até galinhas sorridentes na grelha - as vítimas da violência tem sido retratadas como encantadas por cumprir os deveres das suas funções percebidas." (ADAMS, Carol J. - 3))


PARA SABER MAIS:

Blog Feminismo e Vegetarianismo: http://feminismoevegetarianismo.blogspot.com.br/
Podcast interessantíssimo sobre veganismo (no final tbm fala sobre a relação com o feminismo): https://soundcloud.com/fabiochaves/podcast-fracione-portuguese


REFERÊNCIAS

1: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pecu%C3%A1ria_e_sustentabilidade
2: http://www.excelencias.org.br/docs/financia_desigualdade.pdf
3: ADAMS, Carol J. A política sexual da carne: relação entre carnivorismo e dominância masculina, 1990. Aqui tem uma resenha da obra: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2014000100026&script=sci_arttext

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um pouco de você... "se abra", se entregue...sou toda ouvidos e olhos, a seu dispor!

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails