sexta-feira, 11 de julho de 2014

Sobre a minha careca.

Algumas pessoas já me perguntaram porque eu raspei a cabeça. Engraçado que ninguém pergunta isso para homem que faz o mesmo, né? Ah, tinha esquecido: as escolhas dos homens nunca são questionadas.

Eu tive cabelo comprido (ia até abaixo da bunda) até meus 16 anos. Minha família era crente e cortar o cabelo era pecado. Eu odiava meu cabelo comprido. Sofria bullying na escola.

Assim que eu pude cortei meu cabelo. A sensação foi ótima. Quando minha mãe me viu chorou de tristeza.

Anos depois conheci o feminismo. Hoje em dia cortar meu cabelo, pintar de cores diferentes e raspar é uma forma de me sentir dona de mim, do meu corpo e das minhas vontades. "Ah, mas os homens gostam de mulheres com cabelos compridos!". Homens, apenas calem a boca e morram.

Raspar meu cabelo significa: eu sou minha, foda-se o patriarcado e foda-se religião.

E tô linda pra caraleo. Me amando demais.
Beijo no ombro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um pouco de você... "se abra", se entregue...sou toda ouvidos e olhos, a seu dispor!

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails