sexta-feira, 28 de março de 2014

Estupro: de quem é a culpa?

Eu não gosto de compartilhar notícias violentas, mas depois de ler o resultado da pesquisa do IPEA, onde 65% dos entrevistados disseram que haveriam menos estupros se as mulheres "soubessem se comportar", percebi o quanto é importante mostrar essas notícias.

50 mil mulheres são estupradas por ano no Brasil. Isso derruba o mito de que estuprador é um maníaco, doente mental ou algo do tipo.

Estupradores são os filhinhos bem alimentados do patriarcado, que cresceram com a certeza de que são donos do mundo e que o corpo da mulher é algo público e que eles podem fazer conosco o que bem quiserem. Isso inclui chamar uma desconhecida que passa na rua de gostosa, embebedar a amiga e estuprá-la enquanto ela está desacordada e também forçar a parceira a ter relações sexuais.

Estuprador não é um monstro. É um vizinho, um "amigo", um primo, um tio, um namorado/marido ou um pai. É alguém que está próximo, é um homem machista que não vê a mulher como ser humano semelhante e sim como ser inferior, sem vontades próprias, que existe apenas para satisfazer as vontades do homem em questão.

Quanto ao que disseram na pesquisa, que mulheres "provocam", só quero lembrá-los de que no Afeganistão, as mulheres usam burca e lá os índices de estupros são ainda maiores que aqui, ocorrem inclusive estupros coletivos. Na Arábia Saudita, onde as mulheres também usam burca, estão dizendo que o rímel das mulheres é que motiva o assédio.



Então, fica apenas duas coisas: parem de culpar a mulher e parem de estuprar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um pouco de você... "se abra", se entregue...sou toda ouvidos e olhos, a seu dispor!

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails