sábado, 28 de setembro de 2013

Aborto, esse tema tão polêmico!

   Quando se fala em aborto, logo começa o debate de quem é a favor ou contra. Como se o útero das mulheres fosse um bolão ou uma questão de prova escolar onde você assinala qual a alternativa correta. Na prática a coisa se desenrola da seguinte forma: o 'direito' ao aborto (aqui no Brasil, onde ele é considerado crime, exceto nos casos previstos em lei.) depende de quanto você tem na sua conta bancária. Uma mulher que tem dinheiro, vai numa boa clínica, paga 4 ou 5 mil e pronto, questão resolvida. Mulheres pobres, obviamente não tem esse dinheiro e acabam morrendo ao fazer o procedimento em clínicas precárias. A cada dois dias uma mulher brasileira morre por aborto inseguro.



   Muitas pessoas imaginam que todas as mulheres que abortam são "promíscuas, prostitutas e sem deus no coração" (que fique claro que sou a favor de que cada um faça da sua vida o que quiser!), uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde mostra que a mulher que aborta no Brasil (perfil médio) tem entre 20 e 29 anos, é casada, tem pelo menos um filho, é católica, tem até oito anos de estudo e usa algum método contraceptivo. Sim, contraceptivos falham!

Quem é a mulher brasileira que aborta?

  Aborto não é uma questão de opinião e sim de saúde pública. Nos países onde o aborto foi legalizado, acabou a mortalidade de mulheres que abortam e a quantidade de abortos diminuiu também. (vide exemplo do Uruguai.)

Foto de um aborto de 6 semanas. Não é como vc vê na tv, né?


  Pra finalizar deixo vocês com George Carlin, humorista norte-americano, falando sobre o aborto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um pouco de você... "se abra", se entregue...sou toda ouvidos e olhos, a seu dispor!

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails