sábado, 1 de agosto de 2009

Nada é definitivo...tudo passa, muda ou se transforma...

Homenagem póstuma à minha vózinha que 'partiu dessa para uma melhor' no dia 30/07/2009.
Fica a saudade, de tudo que aprendi com ela...rimas, músicas, 'causos'...enfim, meu lado criativo e cômico, acho que herdei dela...ela foi uma mulher batalhadora e que esteve os últimos 21 dias de sua vida internada (única vez em toda a sua vida!)...acabou falecendo...descansando!
Uma pessoa forte, com persoanalidade distinta, sempre muito disposta a ajudar quem quer que precisasse. Tinha lá seus 'defeitos', mas com certeza, guardarei para sempre a lembrança:
Ela: que horas são?
Eu: nove e meia.
Ela: nove e meia, brinco na 'oreia' (orelha)...
E de tantas outras rimas que fazia....vivia com suavidade e alegria sempre (nunca a ví triste, nunca mesmo!), mesmo tendo passado por diversas perdas e momentos difíceis.
E aí mais uma música que ela sempre cantava...

"O jardineira por que estás tão triste?
Mas o que foi que te aconteceu?
Foi a Camélia que caiu do galho.
Deu dois suspiros e depois morreu.

Vem jardineira.
Vem meu amor.
Não fique triste.
Que este mundo é todo teu.
Tu és muito mais bonita.
Que a camélia que morreu".

3 comentários:

  1. Esta marchinha de carnaval é muito linda. Embora a triteza do momento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. pessoas assim são pra sempre... e isso é o que nos coforta, ficam os aprenizados, momentos assim de riso...

    beijos,
    gosto muito.

    ResponderExcluir
  3. As boas lembranças são as melhores!
    E com certeza ela está bem!
    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir

Um pouco de você... "se abra", se entregue...sou toda ouvidos e olhos, a seu dispor!

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails