terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Um dia descobrimos...

Que para aprender é preciso tentar e tentar...e não desisir...

domingo, 27 de dezembro de 2009

Chegou o verão!

Verão também é sinônimo de pouca roupa e muito chifre, pouca cintura e muita gordura, pouco trabalho e muita micose.
Verão é picolé de Kisuco no palito reciclado, é milho cozido na água da torneira, é coco verde aberto pra comer a gosminha branca.
Verão é prisão de ventre de uma semana e pé inchado que não entra no tênis.

Mas o principal ponto do verão é.... A praia!
Ah, como é bela a praia.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Meu "desejo de natal".

Eu não comemoro natal, mas tenho desejos de paz e felicidades a todos os seres humanos!
Que cada um de nós seja menos egoísta e mais solidário não só no natal, mas no ano todo...nem todos os dias serão fáceis, mas se cada um fizer algo realmente significativo por alguém que precisa (uma vez por mês), já valerá muito!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009


E ela...

...que cansou de ser menina...


desabrochou!


By Katy.

domingo, 20 de dezembro de 2009

My friend occult is

Enfim chegou o grande dia de revelar o amigo secreto...se fosse pessoalmente, eu faria algumas sacanagens (como é meu costume!:))...
Mas vamos ao que interessa: a idéia foi do Rafinha do Nada se Cria.
Eu não lembrava que a revelação era hoje...até que entrei aqui e ví o recadinho do Thiego, que me tirou (em todos os sentidos), mas volto a falar dele depois.

Agora, minha homenagem à minha amiga secreta, que é a Mariana Monteiro, do blog Meninas Only.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Arde, flameja...

Ah, e dizer que isto vai acabar, que por si mesmo não pode durar.

Não, ela não está se referindo ao fogo,
refere-se ao que sente.
O que sente nunca dura, o que sente sempre acaba,
e pode nunca mais voltar.
Encarniça-se então sobre o momento, come-lhe o fogo, e o fogo doce arde, arde, flameja.
Então, ela que sabe que tudo vai acabar, pega a mão livre do homem, e ao prendê-la nas suas, ela doce arde, arde, flameja.
Clarice Lispector.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O melhor amigo do homem...

Dizia um que o melhor amigo do homem é o boi, manso e passivo, trabalhador incansável sem queixas nem revindicações desde que nasceram os tempos.

Posso ser seu melhor amigo, mas nada de "quebrar meu galho", viu?!

Outro, ortodoxo, afirmava que é o cão. "O cão é o melhor amigo do homem porque ladra para protegê-lo, vela por seu sono, estima-o na riqueza e na miséria, indiferentemente, ama-o moço ou velho, segue-o pela vida e para a morte."

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Eu lembro!!!

Lembro...
Dos meus 15 anos...
De uma 'pessoinha' especial...
Eu era louca por ele...
Ele, nem tanto..
...

domingo, 13 de dezembro de 2009

É bonita, é bonita!!!

Troquei o "Reclamar" por RECOMEÇAR.
E ficou muito bom!

Hoje de manhã, levantei bem cedo, está um dia lindo, céu totalmente azul e um sol maravilhoso! Aquele silêncio próprio das manhãs de domingo...coloquei minha roupa de ginástica, protetor solar, óculos de sol e saí para caminhar.
É bom recomeçar....só sei disso...seja uma caminhada ou um projeto....faz bem!
No trajeto, com todo aquele silêncio, pude ouvir a natureza: os pássaros cantando, o barulho do rio....tudo maravilhoso. E veio novamente aquela idéia na minha cabeça: quem precisa ter algo ou alguém pra ser feliz??
Felicidade é viver e aproveitar cada segundo. Ter um sentimento de gratidão, pela vida, pela natureza....
Que venha "o resto"...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Boas respostas para perguntas idiotas!

1. Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
- Você tá dormindo?
- Não, to treinando pra morrer!

2. Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito?
- Não, é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A última tendência da moda em calçados!

Sapatos com "buraco" na ponta estão muito na moda ....( Qual é o nome deste modelo?)  Este não é recomendado para aracnofobíacos (como eu!):Também é uma excelente forma de transportar sua aranha de estimação ... Leve ela sempre com você!
***

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Minha eterna insatisfação.

Minha eterna insatisfação...
Com a vida...
Com o que tenho...
Algumas vezes até com quem sou...
Insatisfação com alguns relacionamentos, com uma profissão que não é valorizada, com representantes políticos cada vez mais corruptos (se é que isso é possível), com pessoas medíocres e egocênticas...
Gosto de sonhar...
Com outra vida...
Outra realidade...
Em outro mundo...
Fico imaginando um lugar em que as pessoas sejam realmente humanas, que tenham compaixão umas pelas outras. Onde impere um sentimento de igualdade, de respeito e dignidade.
Onde as pessoas realmente falem o que pensam e sentem, mas com educação e sensibilidade...
Onde todos sejam totalmente livres para escolher o que quiserem...
E finalmente, onde os políticos sejam honestos e não ganhem salários exorbitantes, para que só se elegam aqueles realmente comprometidos com a democracia.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

De repente...


De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma.
E das bocas unidas fez-se espuma
E das mãos espalmadas fez-se espanto.


De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama

domingo, 29 de novembro de 2009

PACIÊNCIA...

"Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...



Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não..."



LENINE.

http://www.youtube.com/watch?v=je-RTYbzoEk

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Uma noite mágica!!!



Final de ano.
Uma grande festa acontece na areia da praia, ou como chamavam os amigos de Jenny , um luau.
A noite escondia mistérios e prometia encantos...
As estrelas, no céu, brilhavam mais do que nunca e a alma de Jenny parecia subir e juntar-se a elas.
De repente encontrou um velho amigo e começaram a conversar.
Romance.
Romance no ar...
O mar começou a agitar-se e quem ouvisse atentamente poderia escutar as ondas numa torcida pelo amor entre o casal: "beija, beija!...
Era o destino, o amor acontecendo bem alí, diante de todos, até mesmo aqueles que não acreditam mais.
A noite era perfeita, como uma obra de arte da natureza.
Jenny e Gabriel não pensavam mais em liberdade, queriam viver a intensidade do momento.
O que aconteceu depois daquela noite, não se sabe, nem importa; porém, foi inesquecível e mágica!

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Conto de fadas da vida real!


Era uma vez uma garota. Que vivia numa cidade comum, não em uma capital ou no litoral, como ela sonhava.
Ela tinha uma vida comum, era casada, tinha um emprego estável, enfim, uma vidinha comum a tantas outras pessoas. Ela "procurava" ser educada e simpática com as pessoas e até se sentia feliz.
Mas a vida, ah! a vida! Esta sempre encontrava formas de surpreender a garota, que por acaso se chamava Lia. Eram acontecimentos pequenos, mas que foram aos poucos, tornando-a uma pessoa um tanto amarga e triste...
Uma vez, ela perdeu um ente querido; outra, seu grande projeto que já estava quase concluído desmoronou; outra ainda, outro parente morreu, em outro momento, seu marido sofreu um acidente...
E assim a vida de Lia ia se passando. Ela tentava contornar estas situações, as vezes até ria delas, mas após tantos acontecimentos, internamente, ela estava ficando desesperada, sem fé.
Até as suas conquistas pareciam pequenas, diante de tantos acontecimentos ruins. Alguns lhe diziam: "olha, poderia ser bem pior!" Como se isso fosse ajudar alguma coisa.
Ao contrário, ela se sentia ainda pior, pois parecia que estava sendo ingrata com a vida.


CONTINUA...

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Vida louca vida! Vida imensa....


A vida por aqui "anda" difícil, difícil...uma sucessão de acontecimentos ruins, que acabam diminuindo ainda mais a minha fé e aumentando ainda mais a minha vontade de fugir...
Mas fugir seria covardia, então, tenho mesmo que encarar tudo e continuar a luta, que tem previsões de melhorar só daqui a bastante tempo....
Eu lí uma frase muito interessante, de Mário Quintana, que melhorou minha percepção dos fatos:

"Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!”

Meus queridos, eu voltei porque não aguento ficar sem escrever....alguns dias, as postagens serão assim: tristes e densas....Espero que vocês me compreendam, como sempre fizeram. Mas teremos muitos dias alegres e com risos, com toda certeza!!!

"Vida louca vida
Vida breve
Já que eu não posso te levar
Quero que você me leve." (Cazuza)



Ótima semana!
Beijinhos da Katy.

domingo, 15 de novembro de 2009

DIÁLOGO ENTRE DOIS BEBÊS

Oiii! Gente, voltei!!!
Confesso que não aguentei a saudade...rsrs....e os dedos, nervosos, queriam digitar, escrever, criar...rsrs...(mesmo que um "Ctrl C / Ctrl V"), sinto falta de vocês todos!!!


DIÁLOGO ENTRE BEBÊS...

- E aí, véio?
- Beleza, cara?
- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.
- Quer conversar sobre isso?
- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando
um terror, sabe?
- Como assim?
- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido
aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar.
Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer me
pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?

- Nunca.
- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que
quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra
roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais:
como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que
eu sou adotado, cara?

- Sabe a sua vizinha ali da casa amarela? Minha mãe diz que ela tem uma
hortinha no fundo do quintal. Planta vários legumes. Será que sua mãe não
quis dizer que seu pai deu um pulo por lá?

- Hmmmm. pode ser. Mas o que será que ele foi fazer lá? VIXE! Será que meu
pai tem um caso com a vizinha?
- Como assim, véio?
- Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não
é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de
caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou
filho da vizinha. Só pode!

- Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.

- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas
coisas estranhas sobre a minha mãe.

- Tipo o quê?
- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato.
Assim, do nada. Quanta maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o
bichano!
- Caramba! Mas por que ela fez isso?
- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.

- Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.

- E sabe a Francisca ali da esquina?

- A Dona Chica? Sei sim.
- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá,paradona,
admirada vendo o gato berrar de dor.

- Putz grila. Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra
entender.

- Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe, né? Ela me contou
isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa
selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim.
Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não
achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta
pra me levar embora.

- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer
isso com o filho.
- Mas é ruim saber que o casamento deles é essa zona, né? Que meu pai sai
com a vizinha e tal. Apesar que eu acho que ele também leva uns chifres, sabe?
Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu
imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de 'Anjo'. E
ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que
se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele pode
passar desfilando e tal.

- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.
- É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela
fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo veio me falar que a vizinha
cria perereca em gaiola, cara. Vê se pode? Só tem louco nessa rua.
- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?
- Putz, é mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito.


P.S.: Recebi por e-mail...
Ótimo domingo!!!
Beijos.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O que é um PEIDO para quem está todo CAGADO?

AVISO: isso é nojento, mas muito engraçado....
A expressão do título é conhecida de todos, mas o texto que a originou é menos.
É uma obra de Luis Fernando Veríssimo sobre a obra veríssima que ele fez numa viagem para Miami.


Aeroporto Santos Dumont, 15:30.

Senti um pequeno mal-estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse.
Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão, de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas. Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão.

'Chegando lá, tenho tempo de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranqüilo, o avião só sairía às 16:30'. Entrando no ônibus, sem sanitários. Senti a primeira contração e tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto.

Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil falei: 'Cara, mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso largar um barro.'
'Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a força de vontade para trabalhar e segurei a onda.'

O ônibus nem tinha começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante: 'Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levará em torno de 1hora, devido a obras na pista.
Aí o urubu ficou maluco querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hercúleo para segurar o trem merda que estava para chegar na estação anus a qualquer momento.

Suava em bicas. Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para tirar um sarro.. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais, indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado.

Tentava me distrair vendo TV, mas só conseguia pensar em um banheiro, não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo que alguém poderia botar seu almoço nele. E o papel higiênico então: branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado entre meu traseiro e o assento do ônibus e percebi, consternado, que havia cagado.

Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor. Daqueles que dá vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los a apreciar na privada.

Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal. Mas sem dúvida, a situação tava tensa. Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de piedade, e confessei sério:
'Cara, caguei!'
Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a relaxar, pois agora estava tudo sob controle.

'Que se dane, me limpo no aeroporto', pensei.
'Pior que isso não fico'.

Mal o ônibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte. Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira mas não pude evitar, e sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda. Desta vez, como uma pasta morna. Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquentando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha, calças, meias e pés.
E mais uma cólica anunciando mais merda, agora líqüida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo a liberdade. E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar. Afinal de
contas, o que era um peidinho para quem já estava todo cagado...

Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa. E me caguei pela quarta vez. Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu botar modess na cueca, mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e quando foi tirá-lo levou metade dos pêlos do rabo junto.

Mas era tarde demais para tal artifício absorvente. Tinha menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada.

Finalmente cheguei ao aeroporto e saindo apressado com passos curtinhos, supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do ônibus e a levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas.

Corri ao banheiro e entrando de boxe em boxe, constatei falta de papel higiênico em todos os cinco.

Olhei para cima e blasfemei: 'Agora chega, né?'

Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar minha situação (que concluí como sendo o fundo do poço) e esperar pela minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada de dignidade no meu dia.

Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o 'check-in' e ia correndo tentar segurar o vôo..
Jogou por cima do boxe o cartão de embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte. 'Ele tinha despachado a mala com roupas'.
Na mala de mão só tinha um pulôver de gola 'V'.

A temperatura em Miami era de aproximadamente 35 graus.

Desesperado comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de algum modo, aproveitáveis.
Minha cueca, joguei no lixo. A camisa era história. As calças estavam deploráveis e assim como
minhas meias mudaram de cor tingidas pela merda. Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de 1a 10. Teria que improvisar.
A invenção é mãe da necessidade, então transformei uma simples privada em uma magnífica máquina de lavar. Virei a calça do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte atingida na água. Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu. Estava pronto para embarcar.

Saí do banheiro e atravessei o aeroporto em direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calças do lado avesso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o
pulôver gola 'V', sem camisa.

Mas caminhava com a dignidade de um lorde.

Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam esperando o 'RAPAZ QUE ESTAVA NO BANHEIRO' e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao lado do meu amigo que sorria..

A aeromoça aproximou-se e perguntou se precisava de algo.

Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir:
'Nada, obrigado.'
Eu só queria esquecer este dia de merda. Eta dia FEDORENTO!!!!!

( Luis Fernando Veríssimo -- verídico).



segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Rir é ainda é o melhor remédio!?!

"O que me atormenta é que tudo é 'por enquanto'...nada é 'para sempre' "
Clarice Lispector.

Quero agradecer a todos pelo carinho e amizade...Tenho andado um pouco desanimada e sem tempo para escrever...mas logo volto a escrever meus versos e rabiscos...
Uma ótima semana a todos.
Beijinhos.


For childrens and teens!!!




quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Coisas mornas...

"Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um filme mais ou menos ,um livro mais ou menos.
Tudo perda de tempo.
Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoraçao ou seu desprezo.
O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia".

(Trecho de O Divã de Martha Medeiros).
=> Gente, fiquei um tempo sem aparecer por aqui, mas em breve explico...estou passando por alguns "ajustes" e decisões na minha vida pessoal. Logo, logo, visito cada um de vocês... :)
Beijinhos!!!

domingo, 2 de agosto de 2009

Um dia...

...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana.

sábado, 1 de agosto de 2009

Nada é definitivo...tudo passa, muda ou se transforma...

Homenagem póstuma à minha vózinha que 'partiu dessa para uma melhor' no dia 30/07/2009.
Fica a saudade, de tudo que aprendi com ela...rimas, músicas, 'causos'...enfim, meu lado criativo e cômico, acho que herdei dela...ela foi uma mulher batalhadora e que esteve os últimos 21 dias de sua vida internada (única vez em toda a sua vida!)...acabou falecendo...descansando!
Uma pessoa forte, com persoanalidade distinta, sempre muito disposta a ajudar quem quer que precisasse. Tinha lá seus 'defeitos', mas com certeza, guardarei para sempre a lembrança:
Ela: que horas são?
Eu: nove e meia.
Ela: nove e meia, brinco na 'oreia' (orelha)...
E de tantas outras rimas que fazia....vivia com suavidade e alegria sempre (nunca a ví triste, nunca mesmo!), mesmo tendo passado por diversas perdas e momentos difíceis.
E aí mais uma música que ela sempre cantava...

"O jardineira por que estás tão triste?
Mas o que foi que te aconteceu?
Foi a Camélia que caiu do galho.
Deu dois suspiros e depois morreu.

Vem jardineira.
Vem meu amor.
Não fique triste.
Que este mundo é todo teu.
Tu és muito mais bonita.
Que a camélia que morreu".

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Salário do Pênis...

♣ Coisas que recebemos por e-mail, em algum momento da vida...


Salário do Pênis.

Eu, Pênis, solicito aumento de salário pelas seguintes razões:

* Faço esforço físico no cumprimento de minhas funções;

* Trabalho em grandes profundidades;

* Mergulho de cabeça em tudo que faço;

* Não descanso nos fins de semana ou feriados nacionais;

* Trabalho em ambiente extremamente úmido;

* Não recebo horas extras;

* Trabalho em ambiente sem iluminação e sem ventilações adequadas;

* Trabalho sob altas temperaturas, sem climatização;

* Meu trabalho me expõe as doenças contagiosas;
♣♣♣


RESPOSTA DA DIRETORIA
(Feminina)

Sr. Pênis, após a revisão dos seus pedidos e considerando seus argumentos, a DIRETORIA REJEITOU seu pedido baseando-se nos seguintes FATOS:

* Você não trabalha 8 horas ininterruptamente;

* Você dorme durante o expediente após curtos períodos de trabalho em visível demonstração de 'corpo mole';

* Você não segue sempre as ordens da gerência e costumas visitar outras repartições;

* Não tem iniciativa. Precisa ser estimulado e pressionado para começar a trabalhar;

* Você deixa seu ambiente de trabalho bagunçado ao final do turno;

* Nem sempre você observa as normas de segurança de trabalho e abre mão de seu EPI - Equipamento de Proteção Individual. Ou seja, não veste a correta roupa protetora;

* Você se aposentará muito antes dos 65 anos;

* Você é incapaz de trabalhar dois turnos dobrados;

* Ás vezes você abandona sua posição de trabalho antes de completar a tarefa;

* Ou passa mal e vomita ou simplesmente desmaia .

* E se tudo isso não bastasse, temos observado que você entra e sai do seu local de trabalho carregando um saco de aparência suspeita.


Beijos!!!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Só pro meu prazer...


Não fala nada.
Deixa tudo assim por mim.
Eu não me importo se nós não somos bem assim.
É tudo real nas minhas mentiras.
E assim não faz mal.
E assim não me faz mal não.
Noite e dia se completam no nosso amor e ódio eterno.
Eu te imagino.
Eu te conserto.
Eu faço a cena que eu quiser.
Eu tiro a roupa pra você.
Minha maior ficção de amor.
E eu te recriei só pro meu prazer.
Só pro meu prazer.

Não vem agora com essas insinuações.
Dos seus defeitos ou de algum medo normal.
Será que você não é nada que eu penso?
Também se não for, não me faz mal.
Não me faz mal não.
[...]

By Leoni.
P.S.: O vídeo não é do Leoni, pois não achei nenhum dele bacana...Eu não gosto muito do Bruno e Marrone, mas eles cantam muito bem essa música...

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Pensei que amar fosse fácil...


“Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado.
Pensava que, somando as compreensões, eu amava.
Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente.
Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar fosse fácil.”
By Clarice Lispector.

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Esse selo/meme recebi da Tempestade do Je suis en train de chercher
(Thanks, querida. Gosto muito de conversar com você...)
As regras são:
- Publicar o selinho e indicar quem o repassou!
Perguntas e Respostas:

1. Você é casada? Sim.
2. Tem quantos filhos? Ainda não. (Só meus dois gatos e meus alunos...)
3. Fuma? Às vezes...
4. Bebe? Às vezes também, mas só se for vinho (tinto suave) ou uma dessas misturas (tipo cuba e outras...)
5. Tem compulsão por algum tipo de comida? Chocolate.
6. Prefere frio ou calor? Meio termo, mas falando em estação, prefiro a Primavera ou então o Verão. O Inverno me deprime...
7. Prefere doce ou salgado? Primeiro o salgado, depois o doce...(sempre!)
8. Qual sua profissão? Professora de Educação Infantil.
9. Último filme que você viu? Harry Potter e o Príncipe Mestiço.
10. Qual foi o dia mais feliz da sua vida? O dia em que meu sobrinho nasceu...

- Indicar 05 blogueiras para receber o selo e avisá-las.
Escolho as seguintes:
Rebbeca
Christal
Nanny C.
Lavínia
Mahria

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Diz para mim???

Hoje, só hoje, eu queria que alguém cantasse essa música para mim, bem baixinho, no meu ouvido...enquanto fizesse carinho na minha cabeça...
...Mas queria que fosse de coração, de verdade...sem eu ter que pedir...(As vezes, eu canso de dizer como quero)...
Canta pra mim???
...Se tiver um violão e souber tocar essa música, eu te juro amor eterno!!
Só hoje, prometo acreditar nas mais loucas promessas de amor.
Prometo acreditar no amor...Só hoje.
Então aproveita!!!

Por você...
Eu mudaria até o meu nome,
Eu viveria em greve de fome,
Desejaria todo o dia a mesma mulher...
Por você... Por você...
Por você... Por você...
Por você,
Eu aceitaria a vida como ela é.
Viajaria a prazo pro inferno.
Eu tomaria banho gelado no inverno...
Frejat.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Hoje eu recebi flores!

Hoje eu recebi flores.
não era meu aniversário nem outro dia especial.
ontem a noite nós tivemos nossa primeira briga.
ele me disse coisas cruéis que me feriram muito.
Mas eu sei que ele está arrependido,
porque ele me mandou flores hoje.
Hoje eu recebi flores.
não era meu aniversário nem outro dia especial
ontem a noite ele me empurrou contra a parede e começou a me enforcar,
parecia um pesadelo, não podia acreditar que fosse real.
Eu acordei essa manhã com o corpo dolorido e machucado.
Mas eu sei que ele está arrependido,
porque ele me mandou flores hoje.
Hoje eu recebi flores
e não era festa das mães nem outro dia especial.
Ontem a noite ele me bateu novamente
foi mais violento que das outras vezes
Mas se eu o abandonar, que será de mim?
Como cuidar dos meus filhos, e os problemas financeiros?
eu tenho medo dele, mas partir me apavora.
Mas eu sei que ele está arrependido
porque ele me mandou flores hojeHoje eu recebi flores
Hoje é um dia especial:
é o dia do meu funeral
ontem a noite, finalmente, ele me matou. Ele me bateu até matar.
Se eu tivesse apenas tido coragem suficiente para deixá-lo,
hoje eu não teria recebido flores.Copyright 1992 Paulette Kelly.
All Rights Reserved.
Tradução: AC Barro.

♣♣♣

Então, meu povo lindo! Ontem a tarde, eu estava mudando os canais da tv, procurando algo interessante para assistir (porque meu irmão se apossou do pc), quando coloquei neste canal e achei muito interesante o filme que estava passando, sobre violência doméstica contra a mulher. Aí fiquei pensando: isso é coisa de filme...e tentei lembrar de algum caso assim (da vida real mesmo). Aí lembrei de uma mulher que trabalha comigo, de outra que já trabalhou comigo também, uma vizinha (nós escutávamos ela gritando e apanhando! Já faz tempo.), uma moça da igreja e por aí a fora. Pensei: poxa, isso é sério mesmo. Há mais casos do que se imagina.

Mesmo com essa Lei da Maria da Penha, ainda há muita dificuldade, por parte da mulher, em tomar uma atitude (por medo, mesmo!) e denunciar o monstro, quer dizer o agressor.

No filme Nunca Mais (do diretor Michael Apted), a Jennifer Lopez (protagonista), consegue fugir e dar a volta por cima (as minhas conhecidas também!). Meu maior desejo é que todas as mulheres que passam por essa situação, tenham a mesma sorte que elas.

Abomino qualquer tipo de violência, contra mulheres, crianças, idosos, animais, homens. É totalmente repugnante uma pessoa que humilha (fisica, psíquica ou moralmente), outra pessoa.

Queria poder fazer algo mais. Porém, até descobrir algo que eu possa fazer, que realmente valha o empenho, deixo aqui a minha revolta e este selo, para quem quiser divulgar esta indignação e a luta pelos reais direitos humanos.
Toda pessoa tem direito à vida e à integridade física, moral e psicológica...é o básico do básico...
Beijinhos.

Idéias para artesanato...

Para quem achou que a criatividade humana estava 'no limite'...aí estão provas que refutam qualquer dúvida a respeito...













Teve mais alguma idéia?

Manda para cá: katyane_cs@hotmail.com

terça-feira, 21 de julho de 2009

Quem inventou o amor?!


Quem inventou o amor?
Me explica por favor.
Quem inventou o amor?
Me explica por favor.


Vem e me diz o que aconteceu
Faz de conta que passou
Quem inventou o amor?
Me explica por favor.


Daqui vejo seu descanso.
Perto do seu travesseiro
Depois quero ver se acerto.
Dos dois quem acorda primeiro
Quem inventou o amor?
Me explica por favor.
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor.


Enquanto a vida vai e vem
Você procura achar alguém
Que um dia possa lhe dizer
-Quero ficar só com você
Quem inventou o amor?

By Legião Urbana

Bejinhos.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

For my friends!

"É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente"!!!

Feliz Dia do Amigo!!!

Beijinhos.

domingo, 19 de julho de 2009

Para cada escolha uma renúncia...

...Cada escolha traz consigo consequências, boas e ruins...
Quando você escolhe um caminho, renuncia a muito outros...isso é livre-arbítrio?
...Não sei...
Queria poder escolher muitos caminhos...para que pudesse vagar entre eles...casualmente, sem compromisso...sem ter um destino, um trajeto reto e preciso...
Gosto do impreciso, impensado, improvável e principalmente, do inesperado!
Gosto de brincar com as palavras, apesar de não conhecer tantas quanto deveria...elas traduzem meus pensamentos, minhas idéias, meu modo de ser...
Ou isto ou aquilo .

Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo em dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo . . .
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.
By Cecília Meireles.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Lágrimas e chuva!!!

Momento de TPM, crise de: consciência, identidade e objetivos...carência profunda....mas, não vou ficar incomodando vocês com minhas "lamúrias"....tem uma música que fala por mim....rs!

Lágrimas e chuva

Eu perco o sono e choro
Sei que quase desespero
Mas não sei por quê.

A noite é muito longa,
Eu sou capaz de certas coisas
Que eu não quis fazer.
Será que alguma coisa,
Nisso tudo, faz sentido?
A vida é sempre um risco,
Eu tenho medo do perigo.

Lágrimas e chuva
Molham o vidro da janela
Mas ninguém me vê
O mundo é muito injusto
Eu dou plantão nos meus problemas
Que eu quero esquecer

Será que existe alguém
Ou algum motivo importante
Que justifique a vida
Ou pelo menos este instante.

Eu vou contando as horas
E fico ouvindo passos
Quem sabe o fim da história
De mil e uma noites
De suspense no meu quarto.
[...]
By Kid Abelha

ANÚNCIO PARA ARRUMAR NAMORADA.

ANÚNCIO PARA ARRUMAR NAMORADA.

Matéria publicada em um jornal de circulação diária, do Estado do Ceará.
(Leia também abaixo a resposta da pretendente ).

Homem descasado procura....

Homem de 40 anos, que só gosta de mulher, após casamento de sete anos, mal sucedido afetivamente, vem através deste anúncio, procurar mulher que só goste de homem, para compromisso duradouro, desde que esta preencha certos requisitos:
O PRETENDIDO exige que a PRENTENDENTE tenha idade entre 28 e 40 anos, não descartando, evidentemente, aquelas de idade abaixo do limite inferior, descartando as acima do limite superior.
Devem ter um grau razoável de escolaridade, para que não digam, na frente de estranhos: 'menas vezes', 'quando eu si casar', 'pobrema no úter', 'eu já si operei de apênis', 'é de grátis', 'vamo de a pé', 'adoro tar com você' e outras pérolas gramaticais.

Os olhos podem ter qualquer cor, desde que sejam da mesma e olhem para uma só direção.
Os dentes, além de extremamente brancos, todos os 32, devem permanecer na boca ao deitar e nunca dormirem mergulhados num copo d'água.
Os seios devem ser firmes, do tamanho de um mamão papaia, cujos mamilos olhem sempre para o céu, quando muito para o purgatório, nunca para o inferno.
Devem ter consistência tal que não escapem pelos dedos, como massa de pão.

Por motivos óbvios, a boca e os lábios, devem ter consistência macia, não confundir com beiço.
A barriga, se existir, muito pequena e discreta, e não um ponto de referência.
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE seja sexualmente normal, isto é, tenha orgasmos, se múltiplos melhor, mas mesmo que eventuais, quando acontecerem, que ela gema um pouco ou pisque os olhos, para que ele sinta-se sexualmente interessante. Independentemente da experiência sexual do PRETENDIDO, este exige que durante o ato sexual a PRETENDENTE não boceje, não ria, não fique vendo as horas no rádio relógio, não durma ou cochile.
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE não tenha feito nenhuma sessão de análise, o que poderia camuflar, por algum tempo, uma eventual esquizofrenia.

A PRETENDENTE deverá ter um carro que ande, nem que seja uma Brasília, ou que tenha dinheiro para o táxi, uma vez que pela própria idade do PRETENDIDO, ele não tem mais paciência para levar namorada de madrugada para casa.
Enviar cartas com foto recente, de corpo inteiro, frente e costas, da PRETENDENTE, para a redação deste jornal, para o codinome:
'CACHORRO MORDIDO DE COBRA TEM MEDO ATÉ DE BARBANTE'.


Resposta da Pretendente, publicada dias após, no mesmo periódico Cearense :

Prezado HOMEM DESCASADO...
Li seu anúncio no jornal e manifesto meu interesse em manter um compromisso duradouro com o senhor, desde que (é claro) o senhor também preencha outros 'certos' requisitos que considero básicos! Vale lembrar que tais exigências se baseiam em conclusões tiradas acerca do comportamento masculino em diversas relações frustradas, que só não deixaram marcas profundas em minha personalidade, porque 'graças a Deus', fiz anos de terapia, o que infelizmente contraria uma de suas exigências!

Quanto à idade convém ressaltar que espero que o senhor tenha a maturidade dos 40 anos e o vigor dos 28, e que seu grau de escolaridade supere a cultura que porventura tenha adquirido assistindo aos programas do 'Show do Milhão'...!

Seus olhos podem ser de qualquer cor desde que vejam algo além de jogos de futebol e revistas de mulher pelada. E seus dentes devem sorrir mesmo quando lhe for solicitado que lave a louça ou arrume a cama. Não é necessário que seus músculos tenham sido esculpidos pelo halterofilismo, mas que seus braços sejam fortes o suficiente para carregar as compras. Quanto à boca, por motivos também óbvios, além de cumprir com eficiência as funções a que se destinam, as bocas no relacionamento de um casal devem servir, inclusive, para pronunciar palavras doces e gentis e não somente: 'PEGA MAIS UMA CERVEJA AÍ, MULHER!'. A barriga, que é quase certo que o senhor a tenha, é tolerável, desde que não atrapalhe para abaixar ao pegar as cuecas e meias que jamais deverão ficar no chão. Quanto ao desempenho sexual espera-se que corresponda ao menos polidamente à 'performance' daquilo que o senhor 'diz que faz' aos seus amigos! E que durante o ato sexual, não precise levar para a cama livros do tipo: 'Manual do corpo humano' ou 'Mulher, esse ser estranho'!

No que diz respeito ao ítem alimentação, cumpre estar atualizado com a lista dos melhores restaurantes, ser um bom conhecedor de vinhos e toda espécie de iguarias, além de bancar as contas, evidentemente. Em relação ao carro, tornam-se desnecessários os trajetos durante a madrugada, uma vez que, havendo correspondência nas exigências que por ora faço, pretendo mudar-me de mala e cuia para a sua casa ... meu amor!!!

Atenciosamente, A COBRA


Ótimo final de semana a todos!
Beijinhos.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

É impossível fingir que posso controlar...

Quarta-feira é dia de namorar, então, aí está a trilha sonora para começar bem...


"É inacreditável como eu dizia que jamais
me apaixonaria...
Você precisa saber, se já
não sabe...
todas as coisas, na hora certa,
o tempo revelará"...

P.S.: texto excelente lá no Não2Não1, vale a pena dar uma olhada!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Recordo ainda


RECORDO AINDA.
Recordo ainda...E nada mais me importa...
Aqueles dias de uma luz tão mansa
Que me deixavam, sempre de lembrança,
Algum brinquedo novo à minha porta...

Mas veio um vento de Desesperança
Soprando cinzas pela noite morta!
E eu pendurei na galharia torta
Todos os meus brinquedos de criança...

Estrada afora após segui... Mas ai,
Embora idade e senso eu aparente,
Não vos iluda o velho que aqui vai:

Eu quero meus brinquedos novamente!
Sou um pobre menino... acreditai...
Que envelheceu, um dia, de repente!...

By Mario Quintana.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Meus desejos......nada secretos....


(I) A pessoa escolhida deve fazer uma lista com oito coisas que gostaria de fazer até o fim da vida.

(II) É preciso que se faça uma postagem relacionando estas oito coisas, como também é preciso explicar as regras do jogo

(III) Além disso, devemos convidar oito parceiros de blogs e deixar um comentário para quem nos convidou.

Oito Desejos:


=> Fazer algo siginificativo para melhorar a vida das pessoas em geral.

=> Fazer um cruzeiro "volta ao mundo"...(sem ter pressa para voltar..claro, né!?!).

=> Conhecer as Oito Maravilhas do Mundo Atual.

=> Ter filhos (biológicos e talvez adotivos).

=> Criar um labrador (preto) e um gato, desde pequenos juntos.

=> Falar fluentemente Inglês.

=> Ter um Crossfox vermelho.

=> Ganhar na Mega Sena.


1- Exiba a imagem do selo "Olha que blog maneiro".
2- Poste o link do blog que te indicou.
3- Indique 8 blogs de sua preferência.
4- Avise seus indicados.
5- Publique as regras.
6- Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras

INDICADOS:

Karlos http://fodaterapia.blogspot.com/
Jota http://toqueacampainha.blogspot.com/
Pulsar http://fantasiaesegredo.blogspot.com/
Menino-Homem http://abraaosousa.blogspot.com/
Nanda http://pensamentosexistentes.blogspot.com/
Aqui...http://aqui-ali-acol.blogspot.com/
Vik http://escravasubmissa.blogspot.com/

-> Agradeço a MAHRIA do Entretantas Eu, pelo mimo.





Máscara.
Diga, quem você é me diga.
Me fale sobre a sua estrada.
Me conte sobre a sua vida.

Tira, a máscara que cobre o seu rosto.
Se mostre e eu descubro se eu gosto.
Do seu verdadeiro, jeito de ser.
[...]
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja...
[...]
O meu cabelo não é igual
A sua roupa não é igual
Ao meu tamanho, não é igual
Ao seu caráter, não é igual
Não é igual, não é igual, não é igual
[...]
By Pitty.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Eu sei que você sabe!

Música que fala por mim....


Quase Sem Querer.

Tenho andado distraído
Impaciente e indeciso
E ainda estou confuso
Só que agora é diferente
Estou tão tranqüilo
E tão contente...

Quantas chances desperdicei
Quando o que eu mais queria
Era provar pra todo o mundo
Que eu não precisava
Provar nada pra ninguém

Me fiz em mil pedaços
Pra você juntar
E queria sempre achar
Explicação pro que eu sentia
Como um anjo caído
Fiz questão de esquecer
Que mentir pra si mesmo
É sempre a pior mentira

Mas não sou mais
Tão criança, oh! oh!
A ponto de saber tudo...
...
Tão correto e tão bonito
O infinito é realmente
Um dos deuses mais lindos
Sei que às vezes uso
Palavras repetidas
Mas quais são as palavras
Que nunca são ditas?

Me disseram que você
Estava chorando
E foi então que eu percebi
Como lhe quero tanto...

Já não me preocupo
Se eu não sei por que
Às vezes o que eu vejo
Quase ninguém vê

E eu sei que você sabe
Quase sem querer
Que eu quero
O mesmo que você...

By Legião Urbana.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Homenagem póstuma à Michael Jackson

We Are The World (tradução)
Usa For Africa
Composição: Michael Jackson & Lionel Ritchie

Nós Somos o Mundo.

Chega um momento, quando ouvimos uma certa chamada
Quando o mundo tem que vir junto como um só
Há pessoas morrendo
E está na hora de dar uma mão a vida
O maior presente de todos

Nós não podemos continuar fingindo todos os dias
Que alguém, em algum lugar irá mudar
Todos nós somos parte da grande família de Deus
É a verdade
Você sabe que o amor é tudo que nós precisamos

Nós somos o mundo, nós somos as crianças
Nós que fazemos um dia mais brilhante
Assim comecemos nos dedicando
Há uma escolha que nós estamos fazendo
Nós estamos salvando nossas próprias vidas
É verdade que nós faremos um dia melhor, só você e eu

Lhes envie seu coração assim eles saberão que alguém se preocupa
E as vidas deles serão mais fortes e independentes
Como Deus nos mostrou transformando pedras em pão
E por isso todos nós temos que dar uma mão amiga

Quando você está acabado, e não aparece nenhuma esperança
Mas se você acredita que não há nenhum modo que nos faça cair
Nos deixa perceber que uma mudança só pode vir
Quando nós nos levantamos junto como um só

=> Não conheço muitas bem as músicas dele, mas esta, desde a primeira vez que ouvi e lí a tradução, amei demais...
O dinheiro arrecadado com esta música, foi usado para combater a fome na África.

Ótimo final de semana a todos.
Beijinhos.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Minhas palavras e pretextos...


Palavras...
Elas definem verbos, pretextos, sentimentos...
Mascaram verdades, contam mentiras...
Insinuam desejos....

Palavras...
Selam acordos...
Pactos...
Vontades unânimes...

Palavras...
Separam pessoas...
Destroem sonhos...

Palavras...
Inundam minha mente...
Me fazem acordar...
Me levam à devaneios...
Atordoam meus sentidos...

Então...
Eu me calo...
Paro.....
E penso...

Procuro formas de colocá-las para fora...
Transformá-las em textos, relatos, contos, poemas...
Assim nasceu este blog...

E é isso que tenho feito...
Esvaziado minha mente...
Dividido os meus pensamentos
com vocês...

By Katy.
Beijinhos.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Sexo verbal




Eu Sei.

Sexo verbal
Não faz meu estilo
Palavras são erros
E os erros são seus...

Não quero lembrar
Que eu erro também
Um dia pretendo
Tentar descobrir
Porque é mais forte
Quem sabe mentir
Não quero lembrar
Que eu minto também...

Eu sei! Eu sei!...

Feche a porta do seu quarto
Porque se toca o telefone
Pode ser alguém
Com quem você quer falar
Por horas e horas e horas...

A noite acabou
Talvez tenhamos
Que fugir sem você
Mas não, não vá agora
Quero honras e promessas
Lembranças e histórias...

Somos pássaro novo
Longe do ninho
Eu sei! Eu sei!...


By Legião Urbana.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Continho onírico

Continho onírico.




Súbito, acordei numa sala pintada de branco. Apesar da luz forte em meus olhos, percebi que estava sobre uma mesa cirúrgica. Braços e pernas amarrados, mal contive o grito ao ver as enfermeiras que me cercavam. Três de minhas ex-esposas, a quem devo, há séculos, a pensão alimentícia.

– Não vamos te operar – disseram. – Vamos é te castrar!

Tentei gritar, implorar, mas a voz estava enjaulada. Começaram a me cortar sem anestesia, às gargalhadas.

Súbito, acordei num outro ambiente, um local escuro, meio abafado. Tudo não passou de um pesadelo. Mas aquele não era meu quarto. Não era minha cama. Eu estava numa poltrona estofada, confortável, e segurava no colo um pacote cheio de pipocas cheirosas. Alguém projetou uma luz lá na frente.

Ah, eu estava numa sala de cinema, e era o único espectador. Qual o filme? Algo confuso, com muita música e pouca ação. Atores desconhecidos. De repente, o Seu Lourenço apareceu na tela vestido de oficial nazista. Trazia consigo uma metralhadora portátil. Mas o que o Seu Lourenço, figura pacata da minha infância, queria com aquelas roupas e aquela arma? Quando me viu na plateia, saltou do filme, furioso, e começou a atirar em mim.

– Você nunca mais vai roubar as minhas maçãs – gritava. – Nunca mais!

Súbito, acordei numa cama de casal, ao lado de uma mulher de cabelos negros. Nua? Levantei o cobertor. Sim, nua. Mas quem era? A Dóris? A Rúbia? A Carla? Meu Deus, é a Otacília! Peraí, peraí. Pelo que sei, a Otacília é casada com um oficial da PM. Escandaloso, ele. E ciumento. E este é o quarto do casal, vejo o retrato dele ali ao lado. Isso não parece exatamente um sonho.

– Meu Deus! – diz a Otacília, acordando. – Você aqui? Ainda?
– Acho que dormimos demais.
– Meu marido! Ele sempre chega antes das nove.
Um relógio se materializa diante do meu nariz: 9h 10min.
– Pro armário! – grita Otacília.

Mas é tarde. No lugar do relógio surge o cano de uma 44. O que vi antes não foi o retrato do marido. Ele já estava ali, quietinho, só esperando a gente acordar.

– Eu não queria que terminasse assim – diz, engatilhando a arma. – Mas não tenho escolha. Acho que você me entende, né?
Ele vai atirar. Meu Deus, ele vai atirar. Bangue! E não é que atirou mesmo?

Súbito, acordei numa sala pintada de branco.


By Maicon Tefen.
Jornal de Santa Catarina


Sempre leio a coluna do Maicon Tenfen, ele é um dos críticos mais críticos aqui da região. Tem uma excelente visão sobre todos os assuntos. É inteligente, sagaz e escreve muito bem. Tem muita criatividade. Enfim, é tudo de bom!!!

sábado, 20 de junho de 2009

Desejo que desejes...

Desejo que desejes...


Eu desejo que desejes ser feliz de um modo possível e rápido, desejo que desejes uma via expressa rumo a realizações não utópicas, mas viáveis, que desejes coisas simples como um suco gelado depois de correr ou um abraço ao chegar em casa, desejo que desejes com discernimento e com alvos bem mirados.

Mas desejo também que desejes com audácia, que desejes uns sonhos descabidos e que ao sabê-los impossíveis não os leve em grande consideração, mas os mantenha acesos, livres de frustração, desejes com fantasia e atrevimento, estando alerta para as casualidades e os milagres, para o imponderável da vida, onde os desejos secretos são atendidos.

Desejo que desejes trabalhar melhor, que desejes amar com menos amarras, que desejes parar de fumar, que desejes viajar para bem longe e desejes voltar para teu canto, desejo que desejes crescer e que desejes o choro e o silêncio, através deles somos puxados pra dentro, eu desejo que desejes ter a coragem de se enxergar mais nitidamente.

Mas desejo também que desejes uma alegria incontida, que desejes mais amigos, e nem precisam ser melhores amigos, basta que sejam bons parceiros de esporte e de mesas de bar, que desejes o bar tanto quanto a igreja, mas que o desejo pelo encontro seja sincero, que desejes escutar as histórias dos outros, que desejes acreditar nelas e desacreditar também, faz parte este ir-e-vir de certezas e incertezas, que desejes não ter tantos desejos concretos, que o desejo maior seja a convivência pacífica com outros que desejam outras coisas.

Desejo que desejes alguma mudança, uma mudança que seja necessária e que ela não te pese na alma, mudanças são temidas, mas não há outro combustível para essa travessia. Desejo que desejes um ano inteiro de muitos meses bem fechados, que nada fique por fazer, e desejo, principalmente, que desejes desejar, que te permitas desejar, pois o desejo é vigoroso e gratuito, o desejo é inocente, não reprima teus pedidos ocultos, desejo que desejes vitórias, romances, diagnósticos favoráveis, mais dinheiro e sentimentos vários, mas desejo, antes de tudo, que desejes, simplesmente.
By Martha Medeiros.

Eu desejo à você, muitos desejos...desejos grandes e pequenos...Que estes te movam e te mostrem o teu caminho!!!
Beijinhos cheios de desejo....(em todos os sentidos...).

sexta-feira, 19 de junho de 2009

ESPERO

TPM + dor de cotovelo + cansaço = músiquinha "brega" e muito linda!






Espero.

Espero... Não sei se tenho tempo.
Espero ... poder estar atento.
Pra lhe ouvir falar as coisas que eu não entendo !
Por que você me olha desse jeito

Como se você quisesse alguma coisa...

Alguma coisa que eu tenho ou não

Alguma coisa que eu......

Tenho, que encontrar o meu caminho
Pra que eu possa compreender

Sozinho as coisas que...eu não entendo!

Por que o amor é passageiro
De viagens sem destino

Como filmes sem roteiro
Eu... Seria bem melhor assim

Se tivesse você junto a mim
Talvez procurasse entender

As coisas que ...Eu não entendo!

Por que o amor é passageiro.
De viagens sem destino

Como filmes sem roteiro ...Eu espero

...não sei se tenho tempo não

Espero ...poder estar atento

Pra lhe ouvir falar de coisas que...Eu não entendo!

By Reação em Cadeia.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Soneto de Fidelidade


De tudo, ao meu amor serei atento.
Antes e com tal zelo, que sempre e tanto.
Que mesmo em face do maior encanto.
Dele, se encante mais o meu pensamento.


Quero vivê-lo em cada vão momento.
E em seu louvor ei de espalhar meu canto.
E rir meu riso e derramar meu pranto.
Ao seu pesar, ou seu contetamento.


E assim, quando mais tarde me procure.
Quem sabe a morte, angústia de quem vive.
Quem sabe a solidão, fim de quem ama.


Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama.
Mas que seja infinito enquanto dure.

By Vinícius de Moraes.
----------------------------------oooooooooo----------------------------------
Poema que eu decorei faz muito tempo....acho muito lindo.....E o final é maravilhoso, que nossas relações sejam intensas e infinitas...........enquanto durem!!!
Beijinhos.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Sabe, já faz tempo que eu queria te falar....


Versos Simples.
Chimarruts

Sabe, já faz tempo.
Que eu queria te falar.
Das coisas que trago no peito.
Saudade, já não sei se é.
A palavra certa para usar.
Ainda lembro do seu jeito.
Não te trago ouro.
Porque ele não entra no céu.
E nenhuma riqueza deste mundo.
Não te trago flores.
Porque elas secam e caem ao chão.
Te trago os meus versos simples.
Mas que fiz de coração.
Composição: Cassiane Silva / Richardson Maia.
A banda Chimarruts é uma banda de Reggae aqui do sul do Brasil.
Tem músicas maravilhosas, com letras muito lindas!
Ótima semana!
Beijinhos.

Link-Me


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails